quinta-feira, abril 20, 2017

DIAS & DIAS , LDA !


























segunda-feira, abril 17, 2017

AS ARMADILHAS !



















... "Ainda sobre o jogo em Braga, e para não corrermos o risco de nos calhar “em sorte” mais um processo, hoje transcrevemos aqui a opinião dos especialistas de arbitragem dos três jornais desportivos. Para que a ideia fique bem clara, voltamos a repetir: vamos transcrever. Por isso, caso entendam, processem-nos a eles. Começamos pelo antigo árbitro internacional Duarte Gomes, que escreveu na edição de domingo do jornal A Bola e que começa por analisar um lance em que “Pedro Santos podia ter visto amarelo, quando agarrou André André, cortando aí a sua saída para o ataque”. Mais tarde, aos 24 minutos, “na sequência de um canto batido da direita, Gamboa agarra Felipe, impedindo o central do FC Porto de jogar a bola. Difícil de ver, mas penalty por marcar contra o SC Braga”. A análise continua e Pedro Santos volta a centrar atenções porque “agarrou Soares quando este procurava escapar para a área e, após a falta que já tinha cometido antes sobre André, arriscou novamente o amarelo”. O segundo tempo começa com uma falta de Cartabia que, segundo Duarte Gomes “efetuou tackle deslizante, com muita velocidade e intensidade, sobre Alex Telles. Lance que, em campo, poderia sugerir apenas o amarelo, mas que nos pareceu ter sido praticado com força excessiva. O bracarense acertou, com a sola/pitons, no tornozelo do lateral azul e branco, colocando a sua integridade física em risco: devia ter visto o vermelho”. Passamos para O Jogo, citando as análises do “tribunal” composto pelos ex-árbitros Jorge Coroado, José Leirós e Fortunato Azevedo. Aqui começa-se por destacar o lance aos 23 minutos na área do Braga que envolveu Felipe e Gamboa. Jorge Coroado viu que “Felipe foi efetivamente abraçado por Gamboa, em falta punível com penálti e que passou sem a devida análise por parte do árbitro”, José Leirós também viu um “grande abraço que teve Felipe de Gamboa! Ainda que tentando libertar-se, o jogador do FC Porto foi impedido disputar a bola. Penálti por assinalar”, enquanto Fortunato Azevedo observou que “Felipe é claramente abraçado, penálti por assinalar a favor do FC Porto”. Opinião unanime, portanto. Mas vejamos o que é dito sobre o lance entre o argentino Cartabia e o nosso Alex Telles, aos 58 minutos. Começamos de novo por Jorge Coroado: “Cartabia, de longe, projetou-se com a sola da bota e atingiu o artelho de Alex Telles. A punição disciplinar correta seria o cartão vermelho”. José Leirós disse que “a sanção disciplinar foi leve [viu cartão amarelo]. Entrada perigosa, deliberada de sola, violenta, atingindo e derrubando o adversário. Cartabia deveria ter sido expulso”, enquanto Fortunato Azevedo é da opinião que “Cartabia deveria ter sido expulso, teve uma conduta grosseira, decisão errada do árbitro”. Nova unanimidade nas opiniões, observamos nós. Do jornal O Jogo concluímos esta pequena reflexão com o jornal Record, que na página oito da edição de ontem nos mostra a análise do também ex-internacional Marco Ferreira cujo título é “Arbitragem vergonhosa”. E fomos tentar perceber porquê. O árbitro madeirense começa por analisar o lance aos 23 minutos entre Felipe e Gamboa, bem no coração da área minhota, para dizer que há uma “infração por assinalar de Gamboa sobre Felipe. Na sequência de um canto, o bracarense agarra de forma ostensiva o adversário”. E, apenas dois minutos depois, volta à área do Braga porque entende que há nova “infração por assinalar de Ricardo Ferreira sobre Soares. O jogador do FC Porto antecipa-se à bola e o defesa pontapeia-o de forma imprudente dentro da sua área. Penalti por assinalar e cartão amarelo pela jogada prometedora”. Terminamos, de novo, com Cartabia, que, segundo Marco Ferreira, “entra em salto e atinge com a sola da bota a canela de Alex Telles, sendo responsável por falta grosseira. Cartão vermelho por exibir”, concluiu o madeirense e concluímos nós também, agora já com algumas explicações para o título do texto. "...

(in Dragões Diário)

domingo, abril 16, 2017

PRÓS !


















PACTO
            PRÓ
                    BENFICA




                     EIS A NOSSA DESDITA !


sábado, abril 15, 2017

OS VENDILHÕES DO TEMPLO !
















...  Mais cartilha menos cartilha
no final vai tudo dar ao mesmo !

quinta-feira, abril 13, 2017

LINDOS MENINOS !


















..."«Gullit. É este o nome que está na origem da guerra entre as claques de Benfica e Sporting e do corte de relações entre os clubes, há duas semanas. O que é que o antigo internacional holandês, bicampeão europeu pelo Milan em 1990, tem a ver com esta história? Directamente, nada, mas para o explicar temos de recuar mais de 20 anos, até à altura em que Jorge Maurício era o líder da claque No Name Boys (NN), do Benfica. O ultrabenfiquista, de 22 anos, que não falhava um jogo do clube, era fã de Ruud Gullit e ficou conhecido por essa alcunha porque andava sempre com um boné com a foto dele. No dia 14 de Setembro de 1994, no regresso a Lisboa após ter ido apoiar o Benfica à Croácia, num jogo da Liga dos Campeões contra o Hadjuk Split, Jorge Maurício morreu num acidente de automóvel em Espanha, num desastre que vitimou mais dois adeptos benfiquistas, Rita e Tino, de 20 e 26 anos. Vinte anos depois, na véspera do último Sporting-Benfica, elementos da claque Juventude Leonina fizeram uma T-shirt provocatória, com a foto de Jorge Maurício e o título: "Vão demorar muito a chegar?" Por baixo: "Auto-estrada 94. Uma viagem inesquecível! Bateu forte!" Os NN reagiram e no sábado, dia 7 de Março, durante o jogo de futsal Benfica-Sporting, surgiram na bancada com a faixa "Very Light 96". Para Liliana Mendes, isso foi um choque. Mas ela já viu coisas ainda mais desrespeitosas para com a memória do pai, Rui Mendes, que morreu atingido por um very light disparado por um adepto do Benfica na final da Taça de Portugal de 1996. É o caso de uma T-shirt, feita pelos No Name, onde se lê: "Foi no Jamor que o lagarto ardeu, na final da Taça o very light é que o f**eu"; ou ainda vídeos, postos no YouTube, com adeptos do Benfica a elogiarem Hugo Inácio, o autor do disparo. "Há um que diz, e peço desculpa pela linguagem: ‘É bem feito para esse filho da puta desse sportinguista ter morrido’"»

Sem mais comentários...


(in Dragão até à morte)

quarta-feira, março 15, 2017

sexta-feira, dezembro 23, 2016

BOAS FESTAS !





A todos os meus amigos
votos de um FELIZ NATAL !

sexta-feira, dezembro 16, 2016

quinta-feira, dezembro 15, 2016

sábado, dezembro 10, 2016

sexta-feira, dezembro 09, 2016

VERGONHAS !

A bola


Até a BBC
questiona o Jornal A BOLA .

O que nos vale é que , 
por cá ,
há muito o sabemos  ,
já estamos habituados
e não os levamos a sério !



... "Shared International newspapers


A Bola (Portugal) Posted at 11:58 8 Dec

You win 5-0 in the Champions League
but are not even the main story on the next day's front page.
That is what happened to Porto,
who thrashed English champions Leicester,
but the story has to play second fiddle on the front page
of Portuguese sports newspaper A Bola.

The paper instead lead with Sporting Lisbon's 1-0
defeat by Legia Warsaw,
a result that saw Sporting
finish bottom of their Champions League group
and miss out on a place in the Europa League."...

(Veja aqui)

quarta-feira, novembro 30, 2016

DISTÂNCIAS !

 
 
 
 
 
 
 
 










Os treinadores
de discurso politicamente correcto
nunca serviram , não servem e não servirão
ao F.C.Porto .

E ,
digo isto ,
porque a generalidade da comunicação social
sempre esteve , está e estará ,

 exclusivamente ,

    ao serviço dos interesses
    (e por interesses próprios)
    dos maiores clubes da capital .


   Por isso , não adianta ,
    não adianta mesmo nada , 
    sermos mansinhos ou ficarmos calados !
  
  
 

quinta-feira, outubro 20, 2016