quarta-feira, maio 14, 2008

ONDA CURTA !












Por instantes , dou comigo a navegar nos confins do entendimento ,
em busca da verdade perdida...


Naquele tempo , longe da Pátria que me viu nascer,
lá estava eu , religiosamente , aos Domingos e à hora marcada ,
crente e de coração aberto , de ouvidos colados ao rádio ,
na onda curta , absorvendo avidamente cada palavra propagada.

Quanta desilusão ! Quanta tristeza ! Quanta revolta !

A história não mudava .
Repetia-se.
O PORTO jogava que se fartava mas perdia.
Perdia quase sempre.

Foi longa a noite !

Anos a fio , não me lembro de alguma vez ter lido
ou ouvido falar (excepto por razões políticas) nas chamadas
escutas telefónicas .

De jornalistas ou locutores da rádio ( que recorde ) nunca li ou ouvi
qualquer referência que pusesse em causa a verdade desportiva .
E a verdade é que Benfica , Sporting e Belenenses
(antes do início de cada época) acertavam entre si as vitórias e ,
depois , era só esperar no final pelas festas de cada um.

Terá sido , apenas e só , por razões obvias de Pudor ,
de Censura ou de Estado
que tais factos nunca foram divulgados ?

Ou , os próprios jornalistas (colaboracionistas)
se achavam no direito de proteger o Benfica , o Sporting ,
o Belenenses e , concomitantemente , a ordem pública vigente ?

Felizmente , ainda há muito boa gente viva e de boa saúde ,
capaz de testemunhar os factos.

Por favor , deixem-nos o vosso legado !

Navego nos confins do entendimento em busca
da outra verdade perdida na Capital do ex-Império ...
Porque tudo isto de que acusam o F.C.PORTO é infame e mete nojo !

.

4 comentários:

André Leal disse...

Pois sim. O meu avô, Academista dos 4 costados, bem me diz como eram os jogos com o Porto, já naquela altura... e também me diz que contra Eusébios e Colunas não havia argumentos. Contou-me também acerca dos dois campeonatos nos anos 40 que foram alargados em 2 equipas para que o Porto, não qualificado à partida no distrital, pudesse participar... para jogar muito bem e perder.

André Leal disse...

"A sua opinião , qualquer que ela seja , é sempre desejada!"

Ah! E o meu avô também me contou que o lápis da censura era AZUL!

AZUL DRAGÃO disse...

André Leal :

Tem razão o teu avô quando diz que contra Eusébios e Colunas não havia argumentos. Nessa altura,
de facto, o Benfica era a melhor equipa portuguesa. Ninguém lhe pode retirar esse mérito.
Mas eu não falo desse tempo mas de outro tempo anterior a esse grande Benfica.
Os destinatários do que escrevi sabem do que falo.

Um abraço

Dragaopentacampeao disse...

Era o tempo do futebol transparente!
Os caldinhos eram preparados para que nada faltasse. E a equipa do regime lá ia cantando e rindo, a bem da nação.

Calabote foi irradiado mas o clube que o aliciou nada sofreu. Mais tarde foi o desgraçado do Reinaldo Silva e o clube... nada!

Enfim, era o tempo da santa união. Salazar prezava muito Lisboa e lá, tudo o que fosse a bem da nação era permitido.

Que saudades desses tempos devem ter os lampiões!

Tantas que ainda não esqueceram os tiques pidescos (agora são bufos).