sábado, fevereiro 14, 2009

BRANQUEAMENTOS !













Há vários tipos de branqueamento.

Uns , mais sofisticados e garantidamente rentáveis ,
dão pelo nome de branqueamento de capitais ,
prática que basicamente consiste ,
na lavagem de bens e rendimentos que , de forma ilícita ,
foram adquiridos.

Outros , diferentes dos primeiros, nascem normalmente nos meios da política , consistindo , quase sempre , na criação de novos factos para desviar a atenção dos eleitores de determinados casos críticos
e verdadeiramente comprometedores .

Há , ainda , os menos sofisticados mas muito comuns ,
que dão pelo nome de falta de isenção na defesa da propalada
verdade desportiva , como foi o caso da inequívoca
grande penalidade não assinalada a favor do F.C.PORTO ,
por falta de Reyes sobre Lucho , aos 18 minutos de jogo .

Ao longo desta semana quase me convenceram que ,
afinal , o único penálti que não existiu foi o protagonizado por Ebda
sobre Lisandro.

Tal como o OMO , alguma da comunicação social comprometida ,
LAVA MAIS BRANCO !


.

5 comentários:

Joyce disse...

Tens toda a razão !

Paulo Pereira disse...

Mais espantoso até nem é a falta de pudor, mas a imaginação e os golpes de rins desta gentinha.

Hoje, na Bola, Fernando Guerra (parece-me ser este o nome do tipo) acha que as queixinhas do Benfas, sobre Lisandro e Bruno Alves, são uma espécie de tentativa de regeneração, aplaudindo a iniciativa dos encarnados. Logicamente que neste discurso demagógico, não entram as agressões dos atletas do clube da águia. Katso, Luisão, Sidnei, Nunmo Gomes, David Luiz. Nomes de gente culpada. Nomes de perpetradores de agressões. Nomes de gente, aparentemente, vivendo em estado de impunidade.

E são estes palhaços que nos tentam dar lições de moral?

Estes tipos que, para não fazerem primeiras páginas sobre o caso da fruta, colocam a verborreia costumeira de ataques soezes contra nós?

O castigo merecido a esta gentalha mesquinha não era corre-los à bordoada, como profetizava Eça de Queiroz no seu tempo. É mesmo deixá-los assistir ao tetra. Em lugar de destaque.

dragao vila pouca disse...

Meu caro, o ministro da propaganda do Hitler, um tal Goebbels, deixou umas reminiscências muito fortes em Portugal. Esta táctica é a táctica da propaganda hitleriana -uma mentira muitas vezes repetida, passa como verdade - em todo o seu esplendeor.

Só que nós, para lá de os conhecemos bem e não nos deixamos impressionar e denunciamos a pouca verginh sem medo e sem receio.

Um abraço

Anónimo disse...

É pá está mal não darem um dragão de ouro ao sóçio com 25 anos Luiz Filipe Orelhas

Anónimo disse...

a tua mentira..
[roubo ao Benfica]
poderia! poderia, torna-se verdade se o mesmo gatuno não fosse castigado pelo organismo da liga..