terça-feira, outubro 25, 2011

O REGRESSO DO FILHO PRÓDIGO !





















..."Filho, tu sempre estás comigo e tudo o que é meu é teu.
Mas tínhamos de fazer uma festa e alegrar-nos,
porque este teu irmão estava morto e reviveu :

- estava perdido e encontrou-se !"...




3 comentários:

Armando Pinto disse...

Admiro André Villas-Boas como treinador, continuo a gostar que ele seja Portista, mas não me deixo ir no canto da sereia quanto à sua cantata. Não vou nas suas lágrimas de crocodilo. Para já, as frases com que ele adornou o seu discurso são do poema Aleluia, que Pedro Homem de Melo dedicou ao F. C. Porto na década de sessenta, do século XX (e não como parece que o jornal O Jogo afirma, pois tais versos nunca foram de Eugénio de Andrade, que nem gostava de desporto...) E não ficava nada mal ao V. B. referir a fonte... Bem como, se tudo fosse como ele agora quer deixar transparecer, nunca deveria ter tomado uma atitude tão à pressa e lesa-F. C. Porto... Mas, já diz o velho ditado, o F. C. Porto ama-se ou deixa-se.

No mais gostei do que vi da festa, tal como refiro em

http://longara.blogspot.com/2011/10/gala-dos-dragoes-de-ouro-numa-outra.html

dragao vila pouca disse...

Desculpa lá, amigo, mas não concordo nada contigo e sabes porquê.

Porque carga de água, nenhum dos galardoados teve direito a discurso no palco e esse artista, teve?

Abraço

AZUL DRAGÃO disse...

Amigo Vila Pouca :

Pegando nas tuas palavras ...

"Porque carga de água, nenhum dos galardoados teve direito a discurso no palco e esse artista, teve?"

Porque , de facto , naquela noite ele era o verdadeiro artista .
E foi dos mais aplaudidos .

Quanto a ter direito a discurso
(a iniciativa é dele e até vinha preparado)serviu para fazer as pazes com ele próprio.

Um abraço

PS: olha que relativamente à questão Villas Boas a minha mulher pensa exactamente como tu !