domingo, dezembro 21, 2014

PALAVRAS PARA QUÊ ?

1 comentário:

Remigio Costa disse...

Tal e qual, amigo. São, de facto, raríssimas as excepções à regra.
Por estas e por outras, há muito que lhe nego crédito.

Abraço.

DRAGÃO, SEMPRE!