segunda-feira, setembro 19, 2016

DE MAL A PIOR ...

















 "A verdade
 é que o Conselho de Arbitragem
 está a ser coerente nas nomeações
 e para os jogos fora do FC Porto
 designa árbitros de Lisboa
 com um critério que se define
 simplesmente como canela até ao pescoço
 - impressionante a dureza sucessiva
 não sancionada pelo árbitro,
 o que pode confirmar aqui.

 De uma vez por todas,
 os critérios têm de ser iguais
 para toda a gente e não estão a ser.

 E as regras são para cumprir,
 as técnicas e as disciplinares.

 Que não volte a acontecer
 a equipa alguma tantos lances
 sem sanção disciplinar,
 porque adultera a verdade do jogo,
 com interferência no resultado,
 como é óbvio."

 (in Dragões Diário) 

 

    (VEJA AQUI)  

1 comentário:

Remigio Costa disse...

PROCURO NÃO ME DEIXAR ENGANAR PELO MEU CLUBISMO QUANDO COMENTO A ATUAÇAO DOS ÁRBITROS. TOMO POR EXEMPLO OS
ÁRBITROS INGLESES E (TAMBÉM) ESPANHÓIS, PARA AVALIAR O CRITÉRIO DOS PORTUGUESES. NÃO TÊM NADA A VER. QUER NOS JOGOS EM QUE PARTICIPA O FCP QUER NOUTROS, SÃO RAROS OS JULGAMENTOS DE FALTAS IDÊNTICAS QUE MERECEM IGUAL SANÇÃO. A PARCIALIDADE É NOTÓRIA. EM TONDELA, COMO EM ALVALADE OU NO DRAGÃO, OS ADVERSÁRIOS DO FCP TIVERAM, CLARAMENTE, O BENEPLÁCITO DO JUIZ PARA USAR DE VIRILIDADE EXCESSIVA SEM PUNIÇÃO.

EM VILA DO CONDE, NO RIO AVE - SPORTING, ASSISTI A UMA SURPREENDENTE EXCEÇÃO COM JOÃO PINHEIRO,DA AF BRAGA, A FAZER TRABALHO IMPECÁVEL, DO MELHOR QUE ME RECORDO TER VISTO EM PORTUGAL. PENSEI, ATÉ, QUE TERIA ESTAGIADO EM INGLATERRA! ACASO OU ESTAMOS EM PRESENÇA DE UM ÁRBITRO?

DRAGÃO, SEMPRE!