terça-feira, abril 07, 2009

RESPEITINHO !














Manchester 2 x F.C.Porto 2




É a tomada de consciência da classe exuberantemente patenteada.
No Teatro dos Sonhos .
Lá mesmo . No centro da europa do futebol.

Grande F.C.Porto .
Grande de mais para este pequeno país , de gente pequena ,
que o não merece .

Não é euforia , digo-vos !

É raiva .
Raiva aos estúpidos que , cretina e maliciosamente ,
continuam a não querer ver o que está à vista de todos.

Não é euforia , digo-vos !

Porque sabemos que ainda não ganhámos nada .
Mas, contrariamente a muitos , vamos dormir descansados
e de consciência tranquila.









.

5 comentários:

o que me vier à real gana disse...

Parabéns merecidíssimos, amigo Azul Dragão!

Abraço

dragao vila pouca disse...

A classe do campeão!

De há uns tempos a esta parte, a palavra sonho começou a tomar conta do Universo portista - nos Estádios, junto dos adeptos, nas crónicas dos colunistas portistas, nos comentadores de programas de televisão e rádio, que gostam do Tricampeão, mas principalmente, nesta grande realidade que é a blogosfera. Começamos a sonhar e sonhamos, com tanta força, com tanta convicção, que agora, ninguém se atreve a dizer, que o sonho, o sonho da Dragão, é uma utopia. Não sei se a equipa também sonhava, mas sei que ela agora, alimenta o sonho. E de que maneira!

Jogamos em Manchester, contra o Campeão da Europa e do Mundo, olhos nos olhos, sem medo e taco a taco, dizendo na Pátria do futebol, que em Portugal há um clube, que tem a "mania" de ser Grande, num País de anões - e paga um preço muito elevado por isso. Numa altura que que os clubes ingleses dominam, a seu belo prazer, o futebol do Velho Continente, que o milionário Inter de José Mourinho, foi eliminado sem honra nem glória, aos pés da equipa de Ferguson e C.Ronaldo, o F.C.Porto, mais uma vez, põe o Mundo do futebol, a interrogar-se, como é possível, qual é o segredo, o que é que o Porto tem? Que classe, que maturidade, que personalidade!

Não vou destacar ninguém pois, o F.C.Porto valeu pelo seu conjunto. Tudo bem, Fernando fez um grande jogo, mas o grupo é o grande destaque.

Ainda falta a segunda-mão, não podemos e não vamos, embandeirar em arco, mas com o apoio dos adeptos - obrigado aos portistas, com especial destaque às claques, que tanto apoiaram em Old Trafford. Também nesta matéria, somos os melhores! -, que vão encher o Dragão, com o respeito que o adversário vai merecer, estou convencido que vamos continuar a fazer História.


Um abraço

José Campos disse...

Só faltou a vitória, Dragão!
Excelente exibição dos dragões no ‘Teatro dos Sonhos’ merecia outro desfecho!
Exibição de grande nível do FC Porto em Old Trafford!
A recta final do jogo foi de loucos!
FOMOS GRANDES!
Abraço

A nação azul e branca
http:\\anacaoazulebranca.blogspot.com

Anónimo disse...

«O FC Porto não é o melhor clube português no futebol internacional. É o único. É o único que, antes de um jogo contra o Manchester United, podemos esperar que jogue entre iguais. Não esperar de esperança beata - porque, essa, qualquer presidente aldrabão no universo crente que é o futebol pode prometer.
Falo de esperança legítima num clube que vai em mais de duas décadas de carreira como o melhor português e, sobretudo, atingindo aquela constância de qualidade que leva o FC Porto a ser tratado entre os maiores como um dos seus. É necessário que isso seja saudado para além do futebol. Porque, em Portugal, no campeonato dos factos contra a retórica, ganha quase sempre a conversa barata. Ontem, um dos nossos raros campeões de factos (e não de lábia) voltou a cumprir. Quem manda no restante futebol nacional que aprenda com quem foi buscar os, então, desconhecidos Hulk, Fernando e Cissokho... E o que há para aprender é isto: há quem saiba fazer e há quem não. Estes últimos deviam dedicar-se ao curling, desiludiriam menos portugueses.»
Ferreira Fernandes, DN, 08/04/2009

Anónimo disse...

«É notável a capacidade que o Dragão tem de cuspir em tudo aquilo que não presta. Naqueles que já não conseguem arranjar mais argumentos, por mais patéticos que sejam, para denegrir a sua imagem, para relativizar e minimizar os seus êxitos. Para tudo isto o FC Porto tem tido resposta pronta. Como? Ganhando. Convencendo... e em campo. Que é sempre a melhor forma de calar os "anónimos" prontos a meter a cabecinha de fora sempre que têm uma pequenina oportunidade...
(...)
A jornada europeia de Manchester foi gloriosa, (igual a muitas outras que nos últimos 20 anos o FC Porto tem repetidamente conseguido), deixando orgulhosos os verdadeiros amantes do que de melhor o futebol português é neste momento capaz de produzir. O resto... é "chover no molhado"... é mais do mesmo!
Esta jornada não merecia, por isso, ser despachada para segundas caixas de informação desportiva, dando lugar, em primeira instância, às crises existenciais de alguns habituais protagonistas, num exercício de minimização e de branqueamento que até pode agradar a meia dúzia de "cromos" mas que envergonha todos aqueles que não deixaram de se sentir orgulhosos pelo que viram, não olhando a mais nada que não tenha sido a enorme qualidade da exibição portista e, em especial, a sua permanente "atitude", a tal expressão tão difícil de mastigar!
Também eu me associo a uma cuspidela generalizada contra tanta cegueira!»
Paulo Garcia, SIC online, 08/04/2009