quarta-feira, julho 01, 2009

UM LUXO CHAMADO DECO !

















DECO já disse publicamente , por diversas vezes ,
que gostaria de acabar a carreira no Cube do seu coração.
Para uns quantos , tal desejo morre à nascença porque o F.C.PORTO não é nenhum Resort Dourado da Linha nem , sequer ,
um Novo Paraíso Fiscal .

Para outros , não será bem assim .
DECO ainda é um grande jogador , do melhor que há por aí ,
capaz de espalhar em campo o perfume , a magia , e todo o fascínio
do seu futebol-feito -arte .
Em tese , com DECO , o futebol do F.C.PORTO ganharia claramente
outra dimensão , e a harmonia seria restabelecida.

Não faço a mínima ideia se as Petições em voga na internet
dão ou não resultado ou , se , Pinto da Costa estará nessa .

Uma coisa , eu sei :

- Seria um luxo trazer DECO de volta !


.

6 comentários:

Anónimo disse...

Independência?

O Labaredas decidiu ler o livro de Fernando Mendes, depois do alarido gerado pelos casos de doping relatados pelo antigo defesa-esquerdo e que motivaram espanto generalizado. A obra, todavia, inclui passagens bem mais interessantes. Como a que se segue e que… fala por si.

«Acho piada quando hoje em dia oiço falar em promiscuidade entre jornalistas e dirigentes desportivos. Se existe? Naquela altura já existia. Fui confrontado com a hipótese de rumar ao Benfica por duas figuras do jornalismo nacional, e em especial da Imprensa desportiva: Leonor Pinhão, assumida benfiquista do jornal A Bola, e João Bonzinho, que também pertence ao mesmo jornal e que nunca fez questão de negar as suas cores clubistas. Foi-me dito que ambos tinham ligações próximas com a direcção do Benfica» (…) «Assinei contrato pelo Benfica, no Bairro Alto, na casa de Leonor Pinhão e do seu marido, o realizador João Botelho. Para além dos dois, estavam lá João Bonzinho, Jorge de Brito, como representante do Benfica, e o meu jovem advogado, Cunha Leal, então um ilustre desconhecido» (…) «Pareceu-me haver uma enorme contradição neste episódio entre a função de um jornalista e a sua proximidade com um clube».

Site do FCP

dragao vila pouca disse...

Se ele aceitasse vir para o F.C.Porto, ganhar, dentro daquilo que o clube pode pagar, achas que Pinto da Costa não o trazia, mesmo que a regra seja, não contratar jogadores já com mais de 30 anos e sim jovens com talento e potencial, para renderem desportiva e mais tarde, financeiramente?

Um abraço

Ricardo de Sousa disse...

Hoje nasce mais um filho.
http://carregaporto.blogspot.com/
Visitem. !!Passem por lá:
http://carregaporto.blogspot.com/
Acabei de postar a minha vizão desta venda de Lucho .
E ainda um video de homenagem.
Abraço portista

Filipe Guedes disse...

agradecia que postasses o meu blog.
estou a ter um pouco de dificuldades a divulga-lo.
ficava-te muito agradecido.
fc porto sempre

Gaspar disse...

Deco faz falta, e muita. Cumprimentos

Orgulhoazulebranco disse...

Hum...nem sei muito bem o que pensar sobre esta hipotese do Deco...Se ele deseja terminar a carreira no Porto com certeza que sabe que não vai poder usufruir do salário que tinha no barça ou no chelsea,e a vir era agora,porque mais tarde era uma coisa a fazer lembrar a lampionagem.
Por outro lado,não faz parte da política de contratações angariar jogadores da idade do Deco.
E se calhar ele ainda gostava de representar um outro clube europeu,bom,isso só ele sabe.

Deco...iria por muita gente tranquila,e dispensava qq tipo de adaptações.
Ele não está assim tão bem quanto isso,poderia ser no Porto o regresso do verdadeiro mágico,quem sabe não esquece.

mas nao sei...nao sei mesmo...

abraço =)