domingo, abril 03, 2011

SILÊNCIO !



















Ontem , o meu estado d ' alma puxava-me para um jogo
do tudo ou nada , de vida ou morte .

Hoje , depois de uma tranquila caminhada à beira - mar ,
quiçá por ter lido nas ondas , nas areias ou nas estrelas ,
o que quero - o que quero mesmo - é que o PORTO ,
o nosso PORTO , não faça feio e se porte honradamente
à altura do que na realidade é :

- O verdadeiro , o genuíno , o justo Campeão !

1 comentário:

r.m.silva da costa disse...

Nesta hora, com o pulsar da alma portista, o silêncio é ensurdecedor.

Ver e ouvir o mar, nestes momentos, tem o efeito de uma prece à Virgem padroeira da "Invicta Cidade".

Que o sonho se torne real.

Abraço.