quarta-feira, setembro 16, 2009

NESGA DE CÉU !














CHELSEA F.C. 1 x F.C.PORTO 0


Esperei , no conforto do sofá , pelo início do jogo.

Não sei bem porquê mas sentia-me ansiosamente esperançado
num bom resultado .
Embora consciente do manifesto poderio do Chelsea F.C. ,
havia qualquer coisa que me dizia que , desta vez , é que era .

Infelizmente , não foi !

Valha-nos , ao menos , o empate caseiro do Atlético de Madrid ,
já que , em Londres , a classe e a coragem dos nossos campeões nunca esteve em causa .

Saímos daquele inferno de cabeça erguida .
E , de facto , chegámos a ver uma nesga de céu !


.

4 comentários:

Dragaopentacampeao disse...

O toque de qualidade que faz de nós os melhores de Portugal e tetracampeões nacionais esteve em Stamford Bridge.

Continuam a faltar no entanto os pormenores necessários para o salto qualitativo que a equipa necessita para ombrear em plano de igualdade com os grandes da Europa (sem necessitar de gastar fortunas): Qualidade de passe e eficácia no remate (estes os principais).

Os erros em alta competição pagam-se caros. Foi o que voltou a acontecer.

Ontem Helton esteve enorme, rectificando a imagem que lá tinha deixado quando ofereceu a vitória ao Chelsea. Não foi por ele que o Porto desta vez não ganhou, bem pelo contrário.

Hulk ainda não foi desta que deslumbrou na Europa. Já Guarín foi uma bela surpresa. Se jogasse sempre assim...

Álvaro Pereira confirmou que é um jogador de grande qualidade e até tecnicamente superior a Cissokho.

Varela é 100 vezes mais útil que Mariano. Continuo a não entender este fetiche de Jesualdo!

O Professor quis jogar na experiência. São opções. Demonstrou não confiar nos novos. Não me parece uma boa mensagem para quem ficou de fora e que tem contribuído para a carreira positiva que o FC Porto vem fazendo internamente.

Interessa enaltecer a coragem, a atitude, a raça e o querer para aqueles rapazes que equiparam de «laranja», que infelizmente ainda não é «mecânica»!

Um abraço

dragao vila pouca disse...

Mas também ficamos com a convicção, que assim, o Céu não vai tardar em ficar azul.

Ricardo de Sousa disse...

Completamente de acordo.
Antes do jogo também sentia uma estranha confiança num bom resultado.
A nossa equipa lutou e mostrou muita raça.
Saimos de Londres com a cabeça bem erguida.

Abraço

Anónimo disse...

LABAREDAS

Vermelhos, mas não de vergonha

O que é que faz o treinador do Benfica no restaurante de um conhecido barbudo benfiquista, na companhia de dois... jornalistas da RTP? Almoça, naturalmente. E conversa. Mas sobre que temas? O Labaredas suspeita que Jorge Jesus não estará propriamente interessado no jornalismo ou em recordações de um defunto programa dominical, por isso o assunto que os une nesta altura é, indiscutivelmente, outro: o vermelho.

«Diz-me com quem andas, dir-te-ei quem és». Neste caso, o que és. Se Carlos Daniel e Hélder Conduto fossem «apanhados» a almoçar em grande cumplicidade com os técnicos do Paredes e de um clube do interior alentejano ou gritassem, alto e bom som, em pleno local de trabalho, que o clube da sua terra é o maior, não viria mal ao mundo.

Assim, porém, é mais grave e despudorado: Que tipo de imparcialidade pode esperar-se quando, amanhã, coordenarem ou comentarem trabalhos sobre o Benfica e, já agora, sobre algum dos rivais azuis e brancos e verde e brancos?