sábado, janeiro 16, 2010

DIFERENÇAS !













Alguns dirão que a diferença que nos separa é de 4 pontos.
Os que pensam assim (e sem querer ofender ou negar tal evidência)
pensam demasiado curto.
De facto, as diferenças que nos separam dos nossos rivais
são mais que muitas.
Nós , ao contrário deles , por norma , estamos habituados a sofrer
e ter que ganhar contra tudo e contra todos .
Nós , ao contrário deles , não temos ao nosso serviço a CD da Liga ,
nem os Árbitros , nem os Meios de Comunicação Social.
Nós , ao contrário deles , não temos o Melhor Treinador do Mundo (melhor que Mourinho), nem o Poder da Capital do ex - Império ,
nem o Melhor Ataque da Europa , nem o Jornal A Bola .

Mas há mais :

- Nós não possuimos Túneis milagreiros , nem poços de Petróleo ,
nem Gatos Fedorentos , nem Andor que nos leve ao Altar .
Mas somos OS CAMPEÕES e eles não !

9 comentários:

AZUL DRAGÃO disse...

Agora falem-me da VERDADE DESPORTIVA ! Sou todo ouvidos.

fimoze disse...

16-01-10

Não estou nada feliz com o resultado de hoje, mas dai a enterrar já o campeonato vai uma grande distância.
Esta bandalheira um dia tem de parar, pois não acredito que estejam todos cegos.
Fora de jogo o golo do falcão?
Verdade desportiva?
Mas andara tudo a carregar o andor, ou haverá alguém com “eles” no sítio disposto a acabar com este escândalo?
Eu tenho fé que ainda iremos dar a volta a isto. Afinal de contas estes esquemas perversos já foram tentados em outros anos bem recentes e nem por isso conseguiram derrotar-nos.

dragao vila pouca disse...

É difícil manter a chama quando se perdem pontos desta forma. Tudo bem que o árbitro errou e o andar continua a sua caminhada, mas meu caro, o meu, o nosso Porto, até contra o destino lutava se fosse preciso...É difícil engolir este empate!

Um abraço

dragao e tripeiro disse...

Mais um passo atrás na corrida para o Penta, assim é dificil quando só nós, adeptos, parecemos acreditar.

Pedro Rocha disse...

Somos campeões e para o ano que vem estaremos a dizer o mesmo com certeza. Nem túneis, nem Costas, nem equipas como a do Paços de Ferreira, envoltas sob o signo da mediocridade serão capazes de para este amor que sempre foi a imagem de marca do nosso Porto.
Abraço

Dragaopentacampeao disse...

O FC Porto vem dando mostras da necessidade de um bom substituto para Lucho.

Será Ruben Micael a solução?

O empate frente ao Paços reflecte as dificuldades habituais (transições ofensivas mal elaboradas, muita precipitação e ineficácia) a que se juntaram a influência negativa da arbitragem. São já quatro pontos perdidos nos últimos jogos (2 na Luz e 2 ontem).
Viva a APAF!

Ainda que não esteja tudo perdido, começa a ficar cada vez mais complicado sustentar a ambição de renovar o título, sustentada em exibições tão pouco confiantes.

Agora só nos resta não perder mais nenhum ponto até final (o que me parece impossível) e esperar que os outros escorreguem.

Um abraço

Petição disse...

POR UMA REVOLUÇÃO NO FUTEBOL EM PORTUGAL:
Revolucionar o Futebol profissional em Portugal, pela implementação de um novo modelo de gestão, financiamento e organização.

Petição em:
http://www.ipetitions.com/petition/revolucaofutebolportugal/

Anónimo disse...

Peçanha, guarda-redes do Marítimo, mostrou-se em declarações à Sporttv irritado com a arbitragem de João Ferreira, no final da derrota (0-5) em casa com o Benfica:

«Fizemos o jogo que nos deixaram fazer. Infelizmente quando um jogador ou um treinador vem aqui criticar o árbitro, é castigado e é multado. Mas o que fizeram hoje connosco foi brincadeira. Nós trabalhamos com seriedade, somos obrigados a respeitar os árbitros e toda a gente, mas quem nos respeita? Todos nós estamos sujeitos a errar, eu hoje errei no quinto golo, não estou a colocar em causa a seriedade de ninguém, mas exijo respeito. É o trabalho de muita gente que está a ser colocado em casa e exijo respeito por esse trabalho. Temos de parar para pensar o campeonato português, porque não vejo estas coisas em mais nenhuma Liga... se o árbitro não errasse o resultado não seria este. Não ouvi o que se passou na expulsão do Olberdam, mas ouvi o que se passou na expulsão do Robson. O árbitro não sabia quem colocou a mão na bola, ou se tinha havido mão na bola, mas o Cardozo foi ao ouvido dele dizer que o Robson tinha dado mão. Isto é inadmissível.»
________

O arbitro foi o "João" e o fiscal o "Ferrari" ?!

Anónimo disse...

RESUMO do campeonato das goleadas:

9 penalidades a favor dos lampiões
68 !!! cartões amarelos 'oferecidos' a adversários dos lampiões
13 !!! expulsões de jogadores das equipas adversárias dos lampiões